Eternize-se.

Posts com tag “pessoal

Novos Caminhos à seguir…

De uns tempos pra cá, certamente pouco mais de depois do começo deste ano, decidi realmente quais metas iria começar a traçar e qual o rumo que minha vida iria começar a tomar. Coloquei os pés no chão e tirei a cabeça das nuvens, parti para cima do comodismo, expulsando-o de meu dia-a-dia. Sempre tive várias oportunidades para tudo que corri atrás, estudo, diversão, prazeres, enfim…nunca deixei o trabalho de lado, mas hoje eu sinto que nunca dei a importância que tal “substantivo”, realmente, deveria ter, até então. Um pouco por comodismo, um pouco por imaturidade, um pouco por nada.
Mas um fato importante, diga-se importantíssimo, para quem me conhece de perto, foi o divisor de águas para tantas mudanças de pensamento e atitudes. Foi Ela, a Dona, a Musa, a minha Razão de Viver, aquela que hoje eu chamo de “Mulher da minha Vida”. E é mulher em todos os sentidos, mulher daquelas que admiramos quando passa na rua, que quando solta o cabelo nossos olhos se deslumbram captando a cena quase que em câmera lenta, mulher que quando está ao nosso lado nos faz sentir mais perto do céu, pois é um anjo, uma dádiva, enfim…mulher em todos os sentidos. Eu recebi essa dádiva e começei a perceber que minhas prioridades, desde então, giravam em torno de um “Nós”, percebi que eu teria que ser muito mais do que eu fora sempre, muito mais do que devaneios de um mero mortal, muito mais do que eu achava certo, muito mais que eu queria ser; pois no fim das contas, percebi que sonhava pequeno, ou o que era pior, vivia a realidade pequena de mim mesmo. Lá no fundo eu sempre soube de minhas capacidades, sempre soube o que eu queria e sempre soube o que fazer “Quando Crescer”…só não fazia. Até conhecer Ela.
Aos poucos minha personilidade passou a ter, pelo menos, um pouco mais de responsabilidade e daí os bons frutos começaram a ser plantados. Plantados e regados a conta gotas claro, pois ninguém muda de uma hora pra outra, mas eu tinha vontade, queria ser especial, queria que Ela sentisse orgulho de mim, queria dar provas disso. E assim, essa vontade de tudo, discretamente começou a me direcionar ao que eu sempre soube fazer de melhor, acredito eu, A Fotografia. E foi um direcionamento não setado apenas, pois a direção eu já sabia, só não tinha reflexões maduras para ir na direção. Começei a estudar mais sobre tudo que eu pensava que sabia, e no fundo era que só “pensava” mesmo, começei a buscar conhecimento teórico, buscar referências profissionais, buscar o melhor para o nós que estava propondo a minha vida. E aos poucos as peças do meu quebra-cabeça, que eu mesmo espalhei ao mundo, estavam todas na mesma caixa novamente, e dia-a-dia eu consigo achar o lugar de cada uma.
Ainda não cheguei aonde queria, na verdade nem perto, mas o mais importante é que agora eu sei aonde ir e o porquê de ir. E quando eu estiver lá, lembrarei de tudo que preciso para permanecer…só que, na verdade, só entenderia melhor tudo isso que falei, quem conheçe “ELA”:

Meu conselho? “Cuidado ao carregar pelo mundo a caixa do seu quebra-cabeça, pois com certeza se derrubá-la, será muito difícil juntar todas as peças”. Boas fotos… ( Eduardo Nunes, ao som de Cordel do Fogo Encantado).

Anúncios

Parque Santos Dumont!

São José dos Campos…clima perfeito com a companhia perfeita! Se cada um tem o que merece, eu só posso ser perfeito…

Este slideshow necessita de JavaScript.


Novato!

A partir de agora…vcs irão ver o mundo com outros olhos…Os meus!! Até Breve…